1760 Revere Beach Parkway
Everett, MA 02149 | Driving directions
1760 Revere Beach Parkway, Everett, MA 02149
 (617) 666-2727 / info@inmanshow.com
We proudly sell these pre-owned brands
featured cars

Schedule a test drive at Inman Motors Sales
inman blog
Carros nos EUA: conheça os modelos mais vendidos dos últimos tempos

Muito diferente do mercado brasileiro, os carros nos EUA que se destacaram nas vendas são muito mais bem equipados que no Brasil. Ainda assim, boas barganhas podem ser encontradas, especialmente no mercado de seminovos.

Além das tradicionais pickups, muitos sedãs e até esportivos estão no meio da lista dos mais vendidos carros nos EUA, então, que tal conhecer um pouco mais sobre alguns desses queridinhos dos americanos?

Caminhonetes

Sempre na liderança de mercado nos Estados Unidos, as pickups americanas são um sucesso absoluto e conseguem juntar conforto, capacidade de trabalho e resistência em um só veículo. Os 3 maiores sucessos na categoria são:

Ford F-series (F-150)

​Líder de venda há décadas, a Ford F-150 é a pickup símbolo dos Estados Unidos. Em 2016, acumulou incríveis 395.243 unidades vendidas nos 6 primeiros meses do ano! Para se ter uma ideia o Onix, o líder no Brasil, emplacou apenas 68.539.

Robusta e de manutenção simples, é uma excelente opção para quem gosta de carros grandes ou vai utilizar para transporte de carga, sem abrir mão do conforto.

Chevrolet Silverado

​Tão tradicional e americana quanto a F-150, a Silverado está em segundo lugar entre os mais vendidos na América. A pickup da gigante de Detroit pode parecer bruta, mas vem equipada com todos os itens de conforto e segurança que se espera de um carro de luxo, além de motor a gasolina ou diesel.

Dodge Ram (Ram 1500)

Somando um total de 487.558 unidades vendidas em 2016, a Dodge Ram ocupa a terceira colocação entre as caminhonetes mais vendidas dos Estados Unidos. Assim como as concorrentes Chevrolet Silverado e Ford F-150, seu sucesso se baseia na sua capacidade de enfrentar qualquer desafio sem abrir mão do conforto do motorista e passageiros.

Utilitários Esportivos (SUV)

​Em um patamar intermediário entre as grandes pickups e os sedãs estão os SUVs. Os utilitários esportivos juntam o conforto e imponência das caminhonetes com a facilidade de dirigir e elegância dos sedãs. Alguns exemplos de sucesso no mercado americano são:

Toyota Rav4

​Líder da categoria, o Toyota Rav4 é, para os padrões americanos, um SUV pequeno. Seu sucesso foi muito impulsionado pela recém-lançada versão Híbrida, que soma a economia de combustível à já consagrada fórmula de sucesso do Toyota.

Honda CR-V

O SUV da Honda é um grande sucesso há anos e está à frente da versão brasileira quando o assunto é motor e equipamentos. Sua grande lista de equipamentos garante ao utilitário da Honda a segunda colocação nesse disputado segmento.

Ford Edge

Concorrente de Honda CR-V, Kia Sorento e Toyota Rav4, o Ford Edge é uma excelente opção para quem procura um SUV, mas prefere algo mais americano, saindo dos líderes japoneses e coreanos. Sempre muito bem equipado, o utilitário esportivo pode ter tração nas 4 rodas e motor V6.

Sedãs

​Também sucesso entre os carros nos EUA estão os sedãs. Além de Honda Civic, Toyota Corolla e Ford Fusion (já conhecidos pelos brasileiros), alguns outros modelos maiores e menos comuns no Brasil estão entre os líderes do segmento.

Toyota Camry

Alcançando o status de sedã mais vendido dos EUA, o Camry é uma versão maior do Corolla. Mais bem equipado que o irmão da Toyota, o Camry é muito espaçoso, confortável e tem fácil revenda, além de ser o modelo oficial da Toyota na categoria de corrida NASCAR. O sedã japonês acaba de ganhar a oitava geração, com objetivo de se manter na liderança do segmento.

Honda Accord

​Principal concorrente do Camry, o Honda Accord é uma versão maior e mais equipada do Civic. Assim como seu concorrente da Toyota, o carro caiu no gosto dos americanos por ser espaçoso e confortável, além de unir economia de combustível a motores potentes.

Nissan Altima

Vendido no Brasil, mas esquecido pelo mercado brasileiro, o Nissan Altima é sucesso de vendas na América. Após o lançamento da nova versão, o sedã da Nissan conseguiu rivalizar com seus maiores concorrentes, Accord e Camry, alcançando a terceira colocação entre os sedãs médios.

Ford Fusion

Mesmo perdendo sua posição entre os 10 carros mais vendidos dos Estados Unidos em 2016, o Ford Fusion continua entre os líderes da sua categoria. Versões com motor 4 cilindros, V6 e até híbridas do modelo podem ser encontradas por preços bem interessantes.

Toyota Corolla

​Além do sucesso de vendas no Brasil, o Corolla também é sucesso nos Estados Unidos, e pelos mesmos motivos: robustez e confiabilidade. O Corolla americano é uma versão mais apimentada do brasileiro, com visual mais esportivo e agressivo.

Honda Civic

​O sedã da Honda é outro grande sucesso em comum entre Brasil e Estados Unidos. Ao contrário do Corolla, o Civic americano é igual ao modelo brasileiro, inclusive na nova geração, que recebeu o moderno motor 1.5 Turbo de 4 cilindros.

Dodge Charger

​​O mais americano entre os sedãs, o Dodge Charger também está entre os mais vendidos dos Estados Unidos. Podendo vir equipado até com um motor V8 de 717 cavalos, o carro do Grupo FCA não consegue bater os concorrentes japoneses nas vendas, mas pode ser encontrado por ótimos preços no mercado de usados.

Esportivos

Chevrolet Camaro

​Muito conhecido pelos brasileiros, protagonista de música de sucesso, o Chevrolet Camaro é sinônimo de ostentação no Brasil. Já nos Estados Unidos, o Camaro é símbolo de liberdade e do sonho americano.

A diferença de preço entre os carros de luxo no Brasil e nos EUA é enorme, especialmente entre os usados, então o esportivo equipado com motor V6 ou V8 pode ser encontrado por preços muito interessantes!

​Ford Mustang

​Além do Camaro, outro esportivo americano que se destaca nas vendas é o Ford Mustang. Na sua última geração, o carro recebeu o motor 4 cilindros turbo (além dos já tradicionais V6 e V8), conseguindo juntar o visual malvado e esportivo com potência e economia de combustível.

​​Além das marcas comentadas no post, existem outros carros da Mercedes, BMW e Hyundai entre destaques de vendas.

Alguns carros que são para poucos no Brasil podem ser encontrados por excelentes preços nos Estados Unidos, especialmente no mercado de seminovos. Inclusive, existem planos de financiamento que podem ser utilizados por brasileiros!

Ficou interessado em algum dos modelos? Quer conhecer mais sobre carros nos EUA? Entre em contato conosco para conhecer o grande portfólio de carros usados da Inman Motors!


Vale a pena comprar carro seminovo ou 0km nos EUA?

Nos Estados Unidos ou no Brasil, na hora de adquirir um carro sempre bate aquela dúvida: comprar carro seminovo ou investir em um 0km? Não há dúvida de que comprar um carro usado é um caminho mais fácil para alcançar o modelo dos sonhos, mas será que vale a pena? Quais são os riscos?

Como o mercado automotivo dos Estados Unidos é um pouco diferente do Brasil, muitas vezes ele tende a deixar quem mora no país há pouco tempo um tanto receoso ao fechar negócio. No texto de hoje, abordaremos alguns pontos importantes para te ajudar a tomar essa decisão. Confira!

O que é um carro seminovo?

​​Não há uma definição exata sobre o que é um carro seminovo, mas, de modo geral, é um veículo usado e em excelente condição. Os carros seminovos costumam estar com baixa quilometragem, pois tiveram poucos donos, e terem menos de 5 anos de fabricação.

A maior parte dos seminovos, inclusive, ainda está dentro do período de garantia de fábrica, uma grande vantagem sobre os usados mais antigos! Dependendo de quanto você pode gastar, e dos sacrifícios que está disposto a fazer, é uma excelente alternativa ao compromisso com um 0km.

Qual é a diferença de preço entre um seminovo e um 0km?

A compra de um carro não é um investimento rentável, e isso deve ser levado em conta na hora de adquirir um carro 0km. No Brasil, em média, um carro perde cerca de 15% do seu valor de mercado um ano após a compra. Já nos Estados Unidos, o valor é ainda maior, podendo passar dos 30%!

Para evitar essa depreciação, uma boa saída é optar por comprar carro seminovo, uma vez que, por mais que a desvalorização do veículo continue nos anos seguintes, ela acontece em um ritmo bem menor. Geralmente, essa fase de grande desvalorização acontece nos primeiros 3 ou 4 anos de uso.

Além disso, carros 0km têm seguros e taxas mais altas que os seminovos, pois suas peças são mais caras e seu valor de tabela maior — algo que deve ser levado muito em conta nos Estados Unidos, uma vez que o seguro é obrigatório em vários lugares.

Além da depreciação, o preço do carro também pode ser um grande impedimento na hora de comprar um 0km. Para se ter uma noção, o carro mais barato dos Estados Unidos, o Nissan Versa Sedan 1.6S, custa a partir de US$14,545. Já no mercado de seminovos, é possível encontrar, por exemplo, um Nissan Sentra 1.8 automático de 2013 por US$11,900. Ou seja, um sedan que está em uma categoria acima e ainda custa bem menos. Bom negócio, não é mesmo?

Para quem gosta de trocar de carro com muita frequência, ou está em dúvida se continuará por muito tempo no país, os seminovos também acabam sendo mais rentáveis, exatamente por desvalorizarem menos nos primeiros meses e serem fáceis de vender, caso necessário.

Quais são as opções que um carro seminovo e um 0km oferecem?

Além de perder menos dinheiro na hora de revender o carro, os seminovos oferecem um número bem maior de possibilidades.

Para se ter ideia, podemos comparar diversos carros da mesma marca: o Toyota Yaris 0km, modelo de entrada da marca japonesa, custa aproximadamente US$16,000. Indo para o mercado de seminovos é possível encontrar um Toyota Corolla 2014 ou um Toyota Camry 2013 pelo mesmo preço do pequeno Yaris. Carros muito maiores, mais bem equipados e com motores mais potentes, custando a mesma coisa.

Se você ainda quiser expandir as possibilidades para carros de outras marcas, ou estiver disposto a conseguir uma renda extra para investir um pouco mais na compra, é possível encontrar carros ainda melhores por uma pequena diferença de preço!

Com a economia de um carro usado você pode, além de comprar um veículo melhor, escolher um carro híbrido ou diesel, modelos que costumam ser mais caros quando comprados 0km. Já que sofrem mais desvalorização do que os modelos movidos a gasolina, são boas barganhas no mercado de seminovos e ainda garantem uma grande economia de combustível, custando menos a longo prazo!

Como funciona a manutenção de um seminovo?

Talvez a principal diferença entre comprar um carro 0km ou seminovo seja a manutenção. A maioria das pessoas tem medo de encontrar problemas sérios em carros de segunda mão, mas, por mais que carros seminovos já tenham passado por um ou mais donos, dificilmente apresentam defeitos.

Mesmo que isso ocorra, a maior parte dos seminovos ainda está na garantia de fábrica, que pode passar dos 5 anos, dependendo da montadora, e é transferido para o dono seguinte, assim como no Brasil.

Se ainda assim você estiver com medo de gastos inesperados com o novo carro, você pode guardar parte do valor da diferença entre o 0km e o seminovo para uma reserva de emergência.

Quais cuidados tomar ao comprar carro seminovo?

Para evitar ao máximo surpresas desagradáveis depois de fechar negócio, algumas ações preventivas podem ser tomadas:

  • sempre faça um test drive. Afinal, a melhor forma de conhecer um carro, e saber se algo está errado, é dirigindo;

  • verifique se todas as manutenções foram feitas nos intervalos corretos e se há algo fora do normal nessas revisões;

  • aproveite para verificar também quais são as próximas peças a serem trocadas. Um novo jogo de pneus ou alguma verificação na suspensão, por exemplo, podem acabar saindo bem caro;

  • confira qual é o consumo médio do carro, pois o maior gasto do veículo é em combustível, mesmo que a gasolina dos Estados Unidos seja bem mais barata que a do Brasil.

Caso ainda assim não se sinta confortável ao fechar negócio, você pode sempre procurar por uma loja especializada no assunto. Nela todos os seminovos passam por uma minuciosa verificação antes de serem colocados à venda, que engloba a mecânica, pintura e verificação de todo o histórico do veículo. Dessa forma, a qualidade é garantida!

Qual opção é mais vantajosa?

​A decisão de compra, no final das contas, vai por questão de prioridades. Você prefere um carro melhor e mais equipado ou a comodidade de ser o primeiro dono? Está disposto a gastar mais dinheiro para comprar um carro similar? Essas são algumas das perguntas que deve se fazer antes de tomar a decisão.

De maneira geral, os modelos seminovos são compras seguras e baratas, ainda mais nos Estados Unidos, onde há excelentes planos de financiamento que podem ser usados por imigrantes na compra do carro usado.

Conseguiu decidir se vale a pena comprar carro seminovo ou 0km nos EUA? Então aproveite para dar uma olhada no estoque da Inman Motor Sales e entre em contato com a nossa equipe de vendas!


Aviso aos imigrantes: como sobreviver ao inverno americano?

Para quem sai de um país quente como o nosso, sobreviver ao inverno americano pode ser a parte mais complicada da imigração.

A temperatura média das cidades mais frias, como Nova York, é de 0 grau Celsius no inverno, podendo chegar a até 13 graus negativos. Fácil não é, mas tudo é recompensado com as belas paisagens que a estação proporciona.

Além das belezas naturais do país, o inverno americano é um espetáculo à parte e pode ser muito agradável. Para isso, basta seguir alguns passos básicos de sobrevivência que ensinaremos a você a seguir.

Como escolher as roupas

Peças maiores

Quem já mora nos Estados Unidos provavelmente conhece essa dica: evite comprar roupas no Brasil. Então, se você está de mudança, deixe para comprar as peças de frio lá.

Além de os preços nos Estados Unidos serem mais em conta, as roupas de frio do Brasil não costumam aquecer o suficiente para aguentar o inverno americano. Leve apenas o básico para sobreviver um ou dois dias.

Outra dica importantíssima é evitar o uso de muitas peças ao mesmo tempo, pois o uso exagerado de camadas limita o movimento dos músculos, fazendo com que o corpo tenha dificuldades em produzir calor.

Investir em roupas térmicas costuma ser a melhor solução para sobreviver ao inverno americano; elas têm a função de manter a sua temperatura corporal evitando que o corpo fique gelado.

Peças para extremidades

Para sobreviver às baixíssimas temperaturas, é essencial que suas extremidades estejam protegidas. Por isso, lembre-se de aquecer bem as mãos, pés e orelhas.

Ao escolher a sua bota você deve ter uma atenção especial. É importante que os calçados sejam à prova d’água e reforçados o bastante para aguentar baixas temperaturas.

Também é essencial selecionar modelos de cano alto e com forração interna para manter os pés bem aquecidos. Essas peças costumam evitar a umidade que surge dentro do calçado, já que elas facilitam a respiração da pele.

As meias também merecem uma atenção especial: nada de usar aqueles modelos brancos vendidos nas lojas brasileiras. Invista em materiais sintéticos ou lãs. Também vale usar mais de uma camada de meia.

Mas tome o cuidado de não deixar o seu calçado apertado demais. Sempre compre as duas partes (sapato + meia) juntas e certifique-se de que a combinação é confortável.

Outra dica importante se dá em relação às luvas. Sabemos que, atualmente, muita gente mexe no celular o tempo todo e as luvas acabam se tornando um problema. Por isso, uma forma bem legal de resolver isso é utilizando duas peças.

A primeira deve ser mais fina e sensível para as telas touch. Já a segunda deve ser mais resistente, como as luvas de couro e as sintéticas. Também é importante checar se ela é impermeável.

Como dirigir um carro na neve

Saber dirigir na neve é uma das etapas principais do guia de sobrevivência ao inverno americano. Conduzir um automóvel nas ruas e estradas esbranquiçadas requer alguns cuidados especiais; mas não se preocupe, é mais tranquilo do que parece.

O primeiro passo é conhecer as leis de trânsito dos Estados Unidos. Depois, basta redobrar o cuidado. Tenha em mente que será impossível alcançar as velocidades normais durante a nevasca. Portanto, vá devagar.

Além de diminuir a velocidade, é extremamente importante que você faça movimentos lentos. Pressione o pedal do acelerador, movimente o volante e pise no freio da maneira mais suave que conseguir.

Também é legal manter uma certa distância de automóveis grandes, como ônibus e caminhões, pois esses veículos podem lançar água contra o seu carro, dificultando a visão.

Tipo de carro

Se você quer adquirir um veículo ou trocar o que possui, o ideal é optar por um carro com tração nas 4 rodas, freios ABS e controle de tração.

Tenha em mente que nem sempre essas são características de um off-road. Existem inúmeros modelos Hatch e Sedan que vêm com esses itens de fábrica.

Como planejar a rotina

Algumas cidades dos Estados Unidos possuem um inverno extremamente rigoroso. Por isso, é importante que você faça um bom planejamento antes da estação chegar.

Além de se equipar com roupas apropriadas e outros objetos necessários, calcule o gasto com a eletricidade (já que os aquecedores ficarão ligados por mais tempo) e estabeleça como você fará a limpeza da neve na porta de sua casa e garagem.

Comprar uma pá de neve é essencial. Se você optar por fazer a limpeza sozinho, tire cerca de uma hora para fazer isso. Também é importante combinar como será feita essa faxina com o seu landlord — o dono do lugar em que você pretende morar.

Como aproveitar o inverno americano

Sabemos que inverno combina com casa, cobertor e chocolate quente. No entanto, o inverno americano pode proporcionar dias incríveis se você for aos lugares certos.

O Central Park em Nova York, por exemplo, fica especialmente lindo depois de um dia de neve. Museus, cafés e até lojas multimarcas podem ser considerados locais para passeios interessantes.

Sair para esquiar é quase uma tarefa obrigatória durante o inverno. Se está na Califórnia, uma ótima pedida é conhecer o lago de águas esverdeadas Tahoe ou fazer um passeio pela cidade de San Francisco.

Como conciliar o inverno americano com as crianças

Se você pretende morar nos Estados Unidos com seus filhos, é importante estar familiarizado com a expressão Snow Day.

Na prática, o Snow Day quer dizer que as aulas estão canceladas naquele dia devido à neve ou ao frio.

Nos EUA, a maioria das crianças utiliza os ônibus escolares ou vai caminhando para as escolas e o motivo de não ter aula é garantir a segurança dos alunos.

Mas não se preocupe, quando acontece o Snow Day, a diretoria entra em contato com os pais de todos os alunos. A TV local também disponibiliza a lista de instituições que vão fechar.

Para muitos, o frio pode ser uma desvantagem no que diz respeito a morar nos Estados Unidos. No entanto, no país norte-americano você tem a oportunidade ter uma qualidade de vida que, muitas vezes, no Brasil não seria possível.

Tente aproveitar os dias frios e faça da sua estadia uma incrível experiência. Se você gostou desse artigo sobre como sobreviver ao inverno americano, que tal compartilhá-lo nas redes sociais?


Showroom Hours

Monday 09:00 AM     07:00 PM
Tuesday 09:00 AM     07:00 PM
Wednesday 09:00 AM     07:00 PM
Thursday 09:00 AM     07:00 PM
Friday 09:00 AM     07:00 PM
Saturday 09:00 AM     06:00 PM
Sunday 10:00 AM     04:00 PM

Contact Us

Driving directions