Used car dealer in Medford, Boston, North Shore, Cambridge, MA | Inman Motors Sales
357 Mystic Ave
Medford, MA  02155 |
Driving Directions
357 Mystic Ave, Medford, MA 02155
 (617) 666-2727 / info@inmanshow.com
follow us Twitter Facebook Youtube Instagram Snapchat
We proudly sell these pre-owned brands
Used cars for sale in Medford
our inventory
Apply for car loan
apply for finance
We will find a car for you at  Inman Motors Sales
find your car
Driving directions to Inman Motors Sales
driving directions
featured cars

Schedule a test drive at Inman Motors Sales
inman blog
Por que a manutenção do ar-condicionado do carro é tão importante?

Manter o ar o mais puro possível, ter consumo de combustível equilibrado, não ouvir barulhos excessivos nem sentir odores estranhos é possível se a manutenção do ar-condicionado do carro ocorrer de forma regular. O sistema, no frio ou no calor, equilibra a temperatura interna, desembaça os vidros e deixa o ambiente interno mais agradável.

Nada disso funciona perfeitamente, porém, se o sistema estiver com muita sujeira. Descubra, a seguir, como a manutenção do ar-condicionado do carro ajuda a evitar problemas de saúde para você, sua família e seus amigos, e ainda previne que haja custos elevados com o veículo no dia a dia. Confira!

Evita cheiros

O mau cheiro do ar-condicionado é muito desagradável e surge como alerta de que a manutenção é necessária. O principal sinal é a predominância de um odor de mofo dentro do carro enquanto o sistema está em funcionamento.

Esse odor vem do acúmulo de ácaros, bactérias e fungos que se concentram naturalmente no sistema de refrigeração, principalmente no filtro e no evaporador. Com o uso contínuo do ar-condicionado, esses microrganismos se transformam em colônias imensas e seu metabolismo causa o odor desagradável.

Quando eles não são barrados, chegam ao interior do carro. Imagine isso em uma viagem: o principal reflexo são as crises de rinite, asma e alergias em quem é mais suscetível a elas. Se há espirros ou tosse logo que o ar-condicionado é ligado, há algo errado. As crianças podem, ainda, ser as mais atingidas.

Impede problemas respiratórios

É comum que poeira, fungos e bactérias se aglomerem no filtro do ar-condicionado do carro. Enquanto o sistema não está sujo, a proteção contra impurezas consegue garantir que nada prejudicial ao nosso sistema respiratório invada o interior do automóvel.

A partir do momento que o filtro fica sobrecarregado, porém, essas impurezas não são mais barradas. Com o ar-condicionado ligado, tudo segue para dentro do veículo e, com os vidros fechados, a situação fica ainda pior. Como a circulação de ar fica mais restrita, todas as impurezas que não foram barradas são aspiradas por quem está no carro. É um verdadeiro veneno ativado ao toque de um botão.

Quem primeiro segura a poeira, os fungos e as bactérias que podem estar nessas partículas é o filtro de pólen (também chamado de filtro de ar). Alguns modelos não têm filtro e, com isso, a sujeira fica acumulada no evaporador. Quando essa peça está muita suja, chega a se formar uma crosta de sujeira em volta dela, o que prejudica seu funcionamento.

O filtro vencido costuma ficar de cor escura, em razão das impurezas ali depositadas. Quando novo, ele é branco ou de cor clara, justamente para facilitar a identificação quanto estiver sujo. Essa peça, dependendo do tipo de carro, pode ser de carvão ativado a mesma tecnologia usada em velas de filtro de água ou o chamado de filtro de partícula (também conhecido como filtro branco).

Lembre-se de que o próprio ar do ambiente pode estar contaminado. Com a correta manutenção do ar-condicionado do carro, o sistema filtra parte dessa poluição. Caso contrário, são aspiradas as impurezas concentradas no sistema aliadas ao ar poluído do ambiente.

Carros mais luxuosos usam nanotecnologia no sistema de ar-condicionado do carro. São nanopartículas de prata que ajudam a esterilizar os componentes de forma a garantir um ambiente mais limpo elas fazem a limpeza tanto do filtro como das tubulações. Nesses casos, o recomendável é apenas a troca do filtro.

Prolonga a vida útil dos componentes

Quando a manutenção do ar-condicionado do carro não é feita corretamente, há acúmulo de poeira e outras partículas no filtro de pólen. Isso faz que a passagem do ar fique prejudicada e o ventilador interno deixe de funcionar da forma correta.

Além disso, o compressor que faz o ar frio ser levado para dentro do veículo sofre resistência da barreira de micro partículas. Desse modo, ele trabalha muito mais para conseguir desempenhar sua função. Esse esforço anormal causa, com o tempo, um desgaste mais rápido da peça. A verdade é que, nessa situação, há uma sobrecarga de todo o sistema.

Com o funcionamento desregulado, os ventiladores também precisam se esforçar mais. A situação vai além e até o alternador, que produz a energia elétrica para o carro, trabalha por mais tempo. Essa reação em cadeia pode chegar, inclusive, à bateria, responsável por armazenar a energia e suportar a carga elétrica. Em situações extremas, descuidar da manutenção do ar-condicionado do carro desvaloriza o veículo em uma possível revenda.

Evita gasto extra de combustível

O ar-condicionado tem relação direta com o consumo de combustível. Afinal, o sistema exige que o motor trabalhe mais para mantê-lo em funcionamento. Quando há sujeira excessiva, então, o alternador do carro, que envia energia para o compressor, precisa se esforçar mais, já que é mais difícil esfriar o ar e empurrá-lo para dentro do veículo.

Se o alternador estiver sobrecarregado, o motor sofre porque é ele quem faz toda a engrenagem funcionar. Nessa hora, se o propulsor passar a ser mais exigido, a quantidade de combustível necessária para alimentar todo o sistema também aumenta.

Contém o barulho excessivo

Em geral, a ventilação do sistema não é barulhenta (a não ser em velocidades mais baixas). Quando a manutenção do ar-condicionado do carro é necessária, outro sinal é um barulho alto e estranho. A sujeira faz que o ventilador interno seja bloqueado, o que o faz ficar sobrecarregado. Como precisa trabalhar mais, esse esforço para transportar o fluxo de ar produz ruídos.

Com essas informações, você já tem condições de identificar quando o sistema estiver sobrecarregado e quando há sinais de que é preciso fazer a manutenção do ar condicionado do carro. Como não existe uma quilometragem exata para que essa verificação e a correspondente higienização sejam feitas, cabe ao proprietário ficar atento a esses detalhes para saber quando procurar a assistência técnica.

A propósito, saber quando é o momento de fazer manutenção é uma forma eficiente de economizar dinheiro e valorizar seu carro. Conheça, aqui, 11 dicas que podem ajudá-lo a saber quando procurar um profissional.

Vale a pena comprar um carro no lançamento?

A sensação de experimentar algo completamente novo é muito boa e ter um carro no lançamento, sem dúvida, traz uma série de vantagens. No entanto, é preciso ponderar essa situação porque existem desvantagens, e o perfil e as condições do proprietário devem ser analisados na hora da compra de um veículo nessas condições.

Para você tomar a melhor decisão, descubra agora, em detalhes, os prós e contras de comprar um carro no lançamento e faça a sua escolha muito mais consciente e sem arrependimentos!

Prós de comprar um carro no lançamento

Ter um carro recém-lançado, independentemente do modelo, envolve ter contato com algo com exclusividade, testar o que há de mais novo em tecnologia e, ao mesmo tempo, poder vivenciar, na prática, o que montadoras estudaram e analisaram — às vezes, por anos  para implementação em um veículo.

Como todo lançamento ainda tem um peso grande, justamente por envolver apostas das empresas para o mercado, quem pode dirigir algo assim está diretamente participando de um período único e, sem dúvidas, adquire muita história para contar. Veja, em detalhes, agora, as vantagens de ter um carro no lançamento.

Direção de um carro pouco comum

Quem é apaixonado por veículos vai entender bem a possibilidade de dirigir algo que ainda pouco se vê nas ruas e estradas e é lançamento.

Nessa situação, acaba sendo natural atrair olhares de outros apaixonados pelo mercado automotivo. E até quem não está tão ligado no assunto, ainda assim, fica curioso, afinal, o que é muito novo costuma sempre chamar mais a atenção.

Tecnologia de ponta

Como em todo lançamento, há novidades sendo apresentadas  algumas vezes, mais, e em outras, menos — e quem tem o modelo “saído do forno” vai avaliar o que há de mais moderno no mercado.

Isso ainda pode representar mais comodidade, segurança e conforto, dependendo do pacote de lançamentos.

Experiência quase exclusiva

A exclusividade é uma condição sem igual para um carro no lançamento. Como citado acima, nessas condições, o motorista e os passageiros têm a chance de usufruir de mais conforto e de ainda poder utilizar recursos que, em outros modelos, ainda não existem ou que se tornaram ultrapassados.

Lógico que nem sempre é regra, mas o que é novo em itens de segurança, motorização, conforto e tecnologia dentro de um veículo pode significar um bom diferencial.

Garantia

As montadoras costumam oferecer um bom pacote de garantia para o carro no lançamento, afinal, isso é um bom atrativo para a compra. A partir dos tradicionais 12 meses, esse prazo pode estender-se bem mais. Além disso, é interessante para a empresa fazer com que o modelo caia no gosto do público, então, há quase sempre um bom atendimento no pós-venda.

Contras de comprar um carro no lançamento

Como em tudo na vida, há também dois pesos e duas medidas para comprar um carro no lançamento. O que é super novo no mercado não passou por certos testes da rua, por isso, não será uma completa surpresa se algum modelo exigir reparo ou correção de defeitos, que podem surgir em menor ou maior escala.

Para se ter algo exclusivo, também é necessário desembolsar mais dinheiro. Além disso, a aceitação, no geral, ainda está pendente de acontecer, logo, pode ser que a desvalorização seja maior na hora da revenda. Entenda agora mais detalhes.

O preço é maior

O sobrepreço está associado a um lançamento porque ele carrega exclusividade, novas tecnologias e ainda toda uma expectativa de montadora e consumidores. Ter acesso primeiro vai custar mais.

Se a aceitação do modelo vai bem, é possível que o valor de venda do 0 km até aumente com o tempo  avalia-se o período de um ano para que um lançamento deixe de ser uma completa novidade.

Do contrário, mesmo que o carro seja bom, ao não cair nas “graças” do público consumidor, o valor tende a sofrer um reajuste para baixo. Quem pagou pelo lançamento, assim, terá gastado mais dinheiro. Esse fator é algo que deve ser levado em consideração.

A revenda nem sempre é boa

A desvalorização do lançamento, logo após sair da concessionária, costuma ser maior do que em outros modelos. Até porque o preço pago já costuma ser alto, contudo, pelas regras do mercado, o que ainda não está comum a todos pode ter uma procura menor e isso representa um valor mais baixo na revenda.

O lançamento pode não ter um preço promocional

O lançamento não costuma ter preço de promoção para atrair mais vendas. Por ser uma novidade, isso já carrega um atrativo para muitas pessoas. Muitas vezes, o que compensa esse fator é uma garantia estendida.

A fase de testes e carências ainda está em vigência

Um modelo que tem menos de um ano no mercado pode ser considerado ainda em fase de testes na rua. O comportamento de diferentes peças pode não ser o ideal e, nesse período, há o risco da necessidade de substituições ou de uma manutenção para otimizar o funcionamento do veículo. Quando isso acontece, o proprietário não tem custo pela reposição, mas pode ficar esperando pelo serviço.

Além disso, a linha de produção de peças para reposição ainda não está estabilizada e é muito comum haver falta de itens que são exclusivos.

Se o lançamento não chega a ser um preferido do público, as peças de reposição tendem a ficar mais difíceis de serem encontradas. Ademais, medir um sucesso de público é difícil  só o tempo mesmo para confirmar.

Dentro desse critério, partes da lataria, por exemplo, ou peças exclusivas utilizadas em modelos de lançamento que não vingaram, são até chamadas de “moscas brancas”, que é um termo utilizado para identificar algo que é difícil de ser encontrado.

Como em qualquer compra de um veículo, há sempre o peso do racional e do emocional em jogo. Agora que você observou, de forma detalhada, as vantagens e desvantagens para comprar um carro no lançamento, na hora da escolha, veja se a sua condição permite que seja possível atender suas necessidades e desejos.

Faça a melhor opção para você de forma consciente, assim, não haverá arrependimento e será possível aproveitar muito mais. Gostou do nosso conteúdo? Ele foi útil para você? Então compartilhe-o nas suas redes sociais! Vamos lá!

Car tuning: 8 dicas para personalizar seu carro

Para muitas pessoas, um carro é mais do que uma ferramenta de deslocamento entre os pontos A, B e C ao longo do dia. Ele é uma forma de identidade, algo que pode expressar boa parte do que você é, mesmo que apenas individualmente. E personalizar o carro significa fazer mudanças para gostar ainda mais do próprio veículo ou valorizá-lo. Por isso, existem tantas práticas de Car Tuning para melhorar o visual.

Claro, cada lugar possui seus limites com relação ao número de modificações que podem ser feitas. Felizmente, ainda há bastante coisa que você pode colocar no seu carro sem se preocupar com nenhuma restrição. E boa parte delas pode deixar o veículo incrivelmente bonito e destacado.

Se você está pensando em investir um pouco no estilo do seu carro, então veja aqui 8 dicas para fazer o seu Car Tuning agora mesmo. Continue a leitura e confira!

1. Personalizar o carro com a pintura

A primeira forma de personalização que costuma vir à cabeça é pintar a lataria do carro. De fato, muitas pessoas escolhem o veículo pela cor tanto quanto escolhem pelo preço, modelo e benefícios extras. Até aí, ótimo, mas como você pode deixar a pintura do veículo de acordo com o seu gosto e ainda mais criativa?

Se você é mais discreto, a pintura fosca tem ganhado vários adeptos ao longo dos anos. É o equilíbrio perfeito entre deixar seu carro mais chamativo sem se destacar demais na multidão, como estar de terno na rua. Mas se você quiser ser mais extravagante, pode fazer desenhos detalhados, como labaredas, grafite, etc. O céu é o limite!

2. Utilizar rodas personalizadas

Trocar as rodas do carro também é uma prática comum de personalizar o carro em vários lugares do mundo. Mesmo aquelas que já vêm de fábrica ainda podem ser pintadas para ficarem com um visual melhor. E não precisa ser algo tão detalhado quanto na lataria. Uma textura colorida já faz bastante diferença.

Agora, se você quiser um modelo especial de rodas, é melhor procurar algo que combine com o estilo do carro, seja ele mais esportivo ou mais social. Uma espiral que continua girando depois que o carro freia pode ficar bem estranha em um modelo muito simples e compacto.

3. Investir na iluminação interna

As luzes também são uma parte importante do seu Car Tuning. Dependendo dos tipos de veículo que você tem, pode ser bem legal colocar algo com mais cor, que possa ser visto do lado de fora. Mudar as luzes do painel também pode ajudar a deixar os relógios de combustível um pouco mais interessantes.

Claro, você também pode preferir algo mais sóbrio, mas isso não significa que falte oportunidade para personalizar o ambiente. Instalar mais lâmpadas internas, por exemplo, pode fazer com que todo a área interna do carro fique bem iluminada, mesmo durante a noite. Algo que dá um clima bem chique para qualquer veículo.

4. Ter um frigobar

Esse é o sonho de vários motoristas ao redor do mundo: ter uma geladeira cheia de bebidas dentro do carro. Claro, a maioria deve ser não alcoólica se você pretende beber alguma, mas nunca faz mal agradar seus acompanhantes também.

Em geral, esse acessório é mais conveniente no centro de um carro bem espaçoso e de direção estável. Dessa forma, todos podem se servir sem muita preocupação com acessibilidade ou em derrubar algo no estofado. Além de ser um excelente recurso quando o carro estiver parado e todos precisarem apenas passar um tempo.

5. Instalar um sistema de som

Se você tem o costume de fazer pequenas festas na rua, se faz os próprios shows ou só gosta de ter um excelente som para escutar enquanto viaja, então esse pode ser o melhor investimento para personalizar o carro. Afinal, quem não gosta de escutar as próprias músicas com altíssima qualidade?

Se você não curte dividir seu som com toda a vizinhança, isso não significa que você precisa deixar de ter um bom sistema de som. Você pode colocar um revestimento acústico e algumas caixas mais potentes no interior. Assim, todos ficam felizes.

6. Adicionar um display de vídeo

E o que seria melhor para acompanhar um bom sistema som do que uma boa imagem? Por isso, não é raro encontrar várias pessoas que gostariam de ver um filme durante uma viagem longa, assistir às notícias ou apenas manter as crianças entretidas dentro do carro. Para isso servem aquelas telas nos bancos ou mesmo nas portas.

Se o seu carro não tem esse recurso e você gostaria muito que tivesse, por que não? Se o seu modelo não for muito compacto, isso não deve ser nenhum problema. Você pode até colocar a tela no porta-malas e tornar o seu carro um cinema móvel.

7. Melhorar bancos e estofado

Voltando às questões de estética, o seu Car Tuning também pode ser aplicado ao estofado do veículo. Não é porque você fica sentado no banco o tempo todo que ele não faz parte do visual do seu carro, seja para si mesmo ou para quem está viajando com você.

Estofado de couro é um dos primeiros que vêm à mente, mas pode não ser tão agradável se o lugar onde você mora é quente demais. Um tecido leve, em cor marrom ou preta, já pode fazer toda a diferença, especialmente se combinar com a pintura do lado de fora.

8. Ter um câmbio estilizado

Por fim, mas não menos importante, você pode colocar mais alguns detalhes em outros pontos do seu veículo, como no volante e no câmbio. É uma escolha que pode valorizar seu carro tunado se você já tem um modelo mais extravagante e estilizado, como um tipo “retrô”, cheio de peças das antigas.

Um câmbio de madeira, por exemplo, pode transmitir certo grau de elegância. Se você estiver mais inspirado, pode escolher um transparente, feito de acrílico. Algumas pessoas até enchem a alavanca com pequenas jóias.

Com todas as sugestões, você certamente já deve estar inspirado para personalizar o carro e, com o Car Tuning, torná-lo ainda mais interessante. Todas essas ações podem fazer do seu veículo uma relíquia, valorizando-o entre os adeptos dessa arte.

Tem dúvidas sobre o assunto? Já faz tuning no seu carro? Então aproveite para nos contar suas experiências e deixe seu comentário logo abaixo!

Showroom Hours

Monday      
Tuesday      
Wednesday      
Thursday      
Friday      
Saturday      
Sunday      

Contact Us

Driving directions